"...O blues é um estado de espírito e a música que dá voz a ele. O blues é o lamento dos oprimidos, o grito de independência, a paixão dos lascivos e a gargalhada do fatalista. É a agonia da indecisão, o desespero dos desempregados, a angústia dos destituidos e o humor seco do cínico. O blues é a emoção pessoal do indivíduo que encontra na música um veículo para se expressar. Mas é também uma música social: o blues pode ser diversão, pode ser música para dançar e beber, a música de uma classe dentro de um grupo segregado. O blues pode ser a criação de artistas dentro de uma pequena comunidade étnica, seja no mais profundo sul rural, seja nos guetos congestionados das cidades industriais. O blues é a canção casual do guitarrista na varanda do quintal, a música do pianista no bar, o sucesso do rhythm and blues tocado na jukebox. É o duelo obsceno de violeiros na feira ambulante, o show no palco de um inferninho nos arredores da cidade, o espetáculo de uma trupe itinerante, o último número de uma estrela dos discos. O blues é todas essas coisas e todas essas pessoas, a criação de artistas famosos com muitas gravações e a inspiração de um homem conhecido apenas por sua comunidade, talvez conhecido apenas por si mesmo. (Paul Oliver)
English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Feito por www.AllBlogTools.com

sábado, 16 de julho de 2011

Memphis Slim

John Len Chatman nasceu no dia 3 de setembro de 1915, em Memphis, no Tennessee. Ele dizia que se chamava Peter Chatman, nome que usava em honra ao seu pai, Sr. Peter Chatman. Mesmo depois de ser conhecido e ficar famoso como Memphis Slim, ele ainda assinava suas composições como Peter Chatman.
Memphis Slim foi muito sensato no início de sua carreira como pianista, ao receber os conselhos de Big Bill Broonzy, que dizia para ele encontrar seu próprio estilo, ao invés de apenas imitar seu grande ídolo, Roosevelt Sykes.
Nascido em Memphis, um ótimo lugar para iniciar uma carreira como bluesmen, ele logo se tornou muito conhecido por lá. Algum tempo depois, no final da década de 30, ele se mudou para Chicago e começou a realizar algumas gravações pela Okeh Records. Em seguida se juntou a Big Bill Broonzy, que era até então a força dominante da cena de blues local. Depois de tocar com Broonzy por alguns anos, ele decidiu seguir sua própria carreira, em 1944.
Depois do término da Segunda Guerra Mundial, Slim assinou com a Hy-Tone Records e gravou 8 faixas, que foram relançadas em 1947 pelo selo Lee Egalnick's Miracle. Depois de se juntar a sua antiga banda, o House Rockers, Slim compôs alguns de seus maiores sucessos, como "Lend Me Your Love" e "Rockin' the House." No ano seguinte Slim faria seu maior sucesso, "Nobody Loves Me", que ficou conhecida pelas versões de Lowell Fulson, Joe Williams, e B.B. King como "Everyday I Have the Blues".
Nos anos seguinte, Memphis Slim passou por diversas gravadoras, como Miracle, Peacock, Premium, Chess, Mercury, antes de assinar com a Chicago's United Records de 1952 a 1954. Este foi um período particularmente fértil para o pianista. Ele recrutou seu primeiro guitarrista permanente, Matt "Guitar" Murphy e antes do final da década de 50, gravou versões definitivas de seus maiores sucessos.
No ano de 1962 Slim saiu em turnê pela Europa ao lado do baixista Willie Dixon. Foi tão bem recebido por lá que se mudou definitivamente para Paris, onde continuou gravando e tocando em turnês, com status de bluestar (se existe rockstar, porque não bluestar?), um reconhecimento que ele não havia tido em sua terra natal.
Memphis Slim gravou mais de 20 discos com seu nome, tocou em outros inúmeros álbuns com outros artistas e influenciou toda uma geração de pianistas, com uma pegada forte no piano e uma voz poderosa. Ele morreu dia 24 de fevereiro de 1988, em Paris, França.
Memphis Slim foi incluido no Blues Hall of Fame em 1989.

fonte: Blues Everyday





                                          








                                                                                      All Kinds Of Blues (1963)
                                                         










Memphis Slim U.S.A. (1961)










Memphis Slim & Willie Dixon-Willie's Blues (1959)










Rockin' The Blues (1981)










Memphis Slim & Willie Dixon-Baby Please Come Home (1963)











Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...