English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Dave Brubeck

Image result for dave brubeckDavid Warren "Dave" Brubeck (6 de dezembro de 1920 - 5 de dezembro de 2012).
Brubeck nasceu na área de San Francisco Bay na cidade de Concord, Califórnia, mas cresceu em Ione. 
Seu pai, Peter Howard "Pete" Brubeck era criador de gado, e sua mãe, Elizabeth, professora de piano. Originalmente não tinha a intenção de se tornar músico mas teve aulas de piano com sua mãe. Não sabia ler partituras durante estas aulas iniciais, atribuindo essa dificuldade à deficiência visual. 
Com a intenção de trabalhar com seu pai em seu rancho, Brubeck entrou na faculdade do Pacífico, em Stockton, Califórnia (agora a Universidade do Pacífico ), estudando ciência veterinária, mas logo se transferiu para o curso de música. 
Após formar-se em 1942, Brubeck foi convocado para servir o exército. Formou a banda "The Wolfpack", uma das primeiras bandas inter-raciais do exército americano. No início de 1944, conheceu Paul Desmond. 
Após quase quatro anos de serviço militar, Brubeck voltou à faculdade desta vez no Mills College em Oakland, estudando com Darius Milhaud que o incentivou à fuga e à orquestração, mas com piano jazz. 
Suas primeiras gravações foram "Brubeck Trio com Cal Tjader" Volume 1 e 2 de 1949, "Dave Brubeck Octet" em 1950, "Brubeck/Desmond" e "Stardust" ambos de 1951.
Também em 1951, Brubeck danificou a medula espinhal e várias vértebras ao mergulhar no Havaí. A lesão influenciou seu estilo de tocar acordes complexos, em vez de rápido e de alta habilidade, corre em nota única. No mesmo ano organizou o Dave Brubeck Quartet com Desmond no saxofone alto mas seu quarteto clássico veio somente em 1958 com, além de Desmond, o baterista Joe Morello e o baixista Eugene Wrigh. 
Em 1959, o Dave Brubeck Quartet gravou "Gone with the Wind", um álbum conceitual em homenagem ao Estado da Georgia, baseado em músicas descobertas durante suas viagens ao exterior, como a tradicional música folclórica turca. 
"Gone with the Wind" abriu espaço para lançar "Time Out" que tornou-se o primeiro álbum de jazz a vender um milhão de cópias. Também baseado em músicas folclóricas da Eurásia, "Time Out" é considerado pela mídia especializada como um dos melhores discos de jazz de todos os tempos. "Time Out" foi seguido por vários álbuns com uma abordagem semelhante: Time Further Out: Miro Reflections (1961), Countdown—Time in Outer Space (dedicado à John Glenn ) (1962), Time Changes (1963) e Time In (1966). 
O quarteto clássico se desfez em 1968, voltando a reunir-se em 1976 e 1977 para o 25º aniversário do Dave Brubeck Quartet. 
A carreira de Brubeck foi marcada por vários prêmios incluindo o Hall of Fame da Califórnia em 2008.
Dave Brubeck morreu de insuficiência cardíaca em 5 de dezembro de 2012, em Norwalk, Connecticut, um dia antes de seu aniversário de 92 anos. 
fonte: Wikipédia 

Lou Reed

Lewis Allan "Lou" Reed (2 março de 1942 - 27 de outubro de 2013). Reed nasceu no Brooklyn, New York City mas cresceu em Freeport, Long Island. Desenvolveu interesse precoce pelo rock and roll e rhythm and blues e tocava guitarra em várias bandas durante os anos do ensino médio. Estudou jornalismo, direção de cinema e poesia na Syracuse University. 
Em 1961, Reed começou um programa noturno na rádio WAER e dava ênfase ao doo wop, rhythm and blues e jazz. 
Em 1964, Reed mudou-se para Nova York e começou a trabalhar como compositor para Pickwick Records. Também em 1964, gravou seu primeiro single, "The Ostrich". A banda de apoio para a gravação de The Ostrich contava com o músico galês recém chegado à New York, John Cale e uma parceria começou a evoluir entre os dois músicos. Reed e Cale convidaram o guitarrista Sterling Morrison (guitarrista e colega de faculdade de Reed) e Angus MacLise (baterista e vizinho de Cale) e formaram o Velvet Underground. Embora mais tarde a banda tenha sido considerada como uma grande influência para o desenvolvimento do rock, não conseguiam sucesso comercial e o relacionamento instável entre os músicos levou a saída de Cale em 1968 e Reed em 1970.
Em 1971, Lou Reed gravou seu auto-intitulado primeiro álbum solo em Londres pela RCA Records e teve participações de músicos como Steve Howe e Rick Wakeman do Yes. 
Em dezembro de 1972, Reed lançou Transformer. O álbum contém a canção "Walk on the Wild Side", uma saudação afetuosa e irônica aos desajustados e prostitutas que rodeavam Andy Warhol (gerente e mentor na época de Velvet Underground), e tornou-se um hit de sua carreira. 
Em 1973 veio "Berlim", álbum conceitual sobre dois amantes viciados vagando pela cidade. Na época, Berlim foi considerado um desastre mas criticamente reavaliado e em 2003, a revista Rolling Stone o incluiu em sua lista dos 500 maiores álbuns de todos os tempos. 
Durante a década de 1970, Reed lançou uma série de álbuns com estilos descontrolados e diferentes, alguns inacessíveis ao ponto de ser comercialmente insustentáveis, cultivando assim a impressão de uma personalidade antagônica e errática, mas genial. É o caso de Metal Machine Music ao qual, os críticos interpretaram como um gesto de desprezo, uma tentativa de romper seu contrato com a RCA ou alienar seus fãs menos sofisticados. 
Reed começou a década de 1980 casando-se com a designer britânica Sylvia Morales, renunciando assim a teatralidade druggy e iniciando uma fase mais linear, com destaque para o ótimo "The Blue Mask" de 1982, um álbum mais próximo aos seus trabalhos com o Velvet Underground, "New Sensations" (1984) e New York (1989) considerado pela revista Rolling Stone como o melhor álbum da década. 
Os anos 1990 e 2000 foram marcados por ótimos lançamentos: "Songs for Drella" de 1990 com John Cale (dedicado á memória do amigo Andy Warhol), "Magic and Loss" (1992), "Set the Twilight Reeling" (1996), "Ecstasy" (2000), "The Raven" (2003) e distanciando-se do rock'n'roll e somente com músicas para meditação, "Hudson River Wind Meditations". 
Em 2011 lançou junto com Metállica "Lulu", um Álbum conceitual baseado em duas peças escritas pelo dramaturgo alemão Frank Wedekind. 
 Em maio de 2013 passou por um transplante de fígado e veio a falecer em outubro do mesmo ano. Lou Reed foi incluído no Rock and Roll Hall of Fame em 2015. 
fonte: Wikipédia 

Doctor Ross

Doctor Ross (21 de outubro, 1925 - 28 maio de 1993) nasceu Charles Isaías Ross em Tunica, Mississippi. Inspirado em artistas do início dos anos de 1920 como Robert Johnson, Blind Boy Fuller, e Sonny Boy Williamson I, Ross era uma banda de um homem só, tocava gaita, violão, bateria e Hi-hat simultaneamente. O apelido "Doctor" foi adquirido no exército durante a 2º guerra pois carregava suas harmônicas em uma maleta de médico. Após sua saida do exército, estabeleceu-se em Memphis, Tennessee. Além de suas apresentações em bares e clubes de blues, tornou-se bem popular também devido ao seu programa na rádio WDIA. Durante a década de 1950, gravou para Chess Records e Sun Records. Em 1954 mudou-se para Flint, Michigan onde trabalhou como zelador na General Motors. Gravou alguns singles para Fortune Records incluindo "Cat Squirrel" e "Industrial Boogie". Com mais popularidade na Europa, em 1965 participou do American Folk Blues Festival, gravando para a Blue Horizon Records em Londres e para a Ornament Records na Alemanha em 1972. Em 1981, ganhou um Grammy com o álbum Rare Blues. 
fonte: Wikipédia

Ben Prestage

Ben Prestage nasceu em uma família de músicos e cresceu nos pântanos do sul da Flórida. 
Em contato com o blues e bluegrass desde cedo, aprendeu a tocar banjo ainda adolescente. Mais tarde, vivendo em Memphis, Prestage tornou-se um artista de rua na histórica Beale Street onde aperfeiçoou sua técnica de tocar bateria com os pés. Aprendeu muito com John Lowe, Robert Belfour e Richard Johnston, também artistas de rua. 
Image result for Ben PrestageTocando uma guitarra feita à mão com uma caixa de charutos e uma bateria tocada com pedais, Prestage faz um híbrido do country-blues do Mississippi com o Flórida Swamp Blues. 
Ben voltou a Memphis ao longo dos próximos anos para os Blues Challenge International (maior encontro mundial de músicos de blues) e dentro de três anos consecutivos, levou 4º, 3º e 2º lugar. 
Por sua interessante abordagem instrumental (fingerstyle, gaita, banjo, lap-steel, violino, resonator guitar, foot-drums), vocais e composições originais, já lhe renderam convites para se apresentar por toda América do Norte, Europa e sul da África. 
fonte: Site oficial do músico 

Johnny “Guitar” Watson

Resultado imagem para Johnny "Guitar" WatsonJohn "Johnny Guitar" Watson, Jr. (3 de fevereiro de 1935 - 17 de maio de 1996). 
Watson nasceu em Houston, Texas. Seu pai lhe ensinou piano mas desde jovem, Watson era atraído pelo som da guitarra, em particular a guitarra elétrica interpretado por T-Bone Walker e Clarence "Gatemouth" Brown. Desde muito jovem, Watson já mostrava grande talento musical. 
No Texas, tocou com os bluesman Albert Collins e Johnny Copeland antes de seguir com sua mãe para Los Angeles em 1950. Em Los Angeles, trabalhou como vocalista, guitarrista e pianista em bandas como Chuck Higgins 's Mellotones e com Amos Milburn. Rapidamente foi reconhecido e logo veio sua primeira gravação, em 1952. 
Resultado imagem para Johnny "Guitar" WatsonEm 1954, adotou o nome artístico após assistir o filme "Johny Guitar" de Joan Crawford. Watson viria a influenciar uma geração posterior de guitarristas. Sua canção "Gangster of Love" foi lançada originalmente pela Keen Records em 1957 e mais tarde foi regravada em 1978 tornando-se sua música mais famosa. Viajou e gravou com seu amigo Larry Williams e também com Little Richard, Don and Dewey, The Olympics, Johnny Otis e, em meados dos anos de 1970, com David Axelrod. Com a queda da popularidade do blues, 
Watson modificou sua música para o funk e soul music e tornou-se referência no gênero. Seu álbum Bow Wow em 1994 recebeu uma nomeação para o Grammy Award. 
Entrou em colapso no palco em Yokohama durante sua turnê pelo japão. Morreu de infarto em 17 de maio de 1996 e está enterrado em Glendale, Califórnia. 
Johnny “Guitar” Watson foi incluído no Blues Hall Of Fame em 2008. 
fonte: Wikipédia